sábado, 2 de fevereiro de 2008

Natureza humana

Se há coisa que não percebo é a mania que a vida tem em colocar-nos em situações de balança. Quero eu dizer: felicidade dum lado, problemas do outro. (E não digo infelicidade porque infeliz é aquele que nem capacidade de percepção da palavra infeliz tem, quanto mais da de feliz!)
Temos uns dias hiper coloridos, onde nos apetece correr dum lado para o outro, saltar, rebolar, rir até fazer doer a barriga... e depois acabamos sempre por, nesse mesmo dia, ter coisas que nos fazem doer tambem a barriga mas não é de rir! É uma sensação estranha...nervos...ups! Fizemos asneira!
E dói. Mesmo mesmo mesmo quando acabamos de dizer "hoje não há nada que estrague a minha felicidade!".
Ironias do destino. Eu já ando a aprender...faço asneiras como todos, mas esta vida tem duração contada. E eu, não tendo conhecimento do tempo que me falta, aproveito. E hoje está tudo mal, virado do avesso...então sorrio e digo: daqui a uns anos nem me vou lembrar.
Desiludimos e somos desiludidos! AH GRANDE NATUREZA HUMANA!

Sem comentários: