sábado, 27 de fevereiro de 2010

O coração parece rasgar. As lágrimas ardem na ferida que se abre, e os gritos escondem o desespero de quem tenta agarrar em vão o que partiu.

Sem comentários: